SIS-ROH APRESENTADO NA REUNIÃO DE ESPECIALISTAS EM ESTATÍSTICAS DE MORTALIDADE EM CAIRO

O Ministério da Saúde, da Justiça e UEM-MOASIS/JEMBI Apresentaram o Sistema Nacional de Registro de Mortalidade de Moçambique Na Oficina de Trabalho dos Especialistas em Estatísticas de Mortalidade em Cairo

A OMS EMRO convocou uma reunião de especialistas na área de estatísticas de mortalidade que teve lugar no Cairo, Egipto, de 28 de setembro a 02 de outubro, onde as análises de dados de mortalidade, sistemas de registo de mortalidade, métodos de coleta de dados, bem como o papel das pesquisas e censos em sistemas de estatísticas de mortalidade, entre outros assuntos, foram discutidos. UEM-MOASIS juntamente com o Ministério da Saúde e o Ministério da Justiça apresentou as principais realizações e desafios ainda existentes na implementação nacional do SIS-ROH, sistema de registro de morte de Moçambique produzindo relatórios anuais de análise de dados de mortalidade com base em dados de rotina.

Maputo, Moçambique –Outubro 2015 – A UEM-MOASIS/Jembi foi convidada pela OMS e a UNECA para apresentar o sistema de registro de mortalidade Nacional (SIS-ROH), desenvolvido e em uso em Moçambique na reunião de especialistas Africanos em estatísticas de mortalidade em Cairo, Egito.

A apresentação foi feita pelo Sr. Ivan Pinto, Gestor do Programa de Moçambique, em colaboração com representantes do Ministério da Saúde e Ministério da Justiça e recebeu comentários positivos atraindo o interesse de outros países africanos no uso do mesmo modelo SIS-ROH em seus países.

WHO EMRO CAIRO

O SIS-ROH foi implementado em 44 locais: 33 unidades de saúde em todo o país (75%) e 11 Direcções Provinciais de Saúde e o consórcio UEM-MOASIS/JEMBI apoiou o Ministério da Saúde na formação de mais de 400 quadros de saúde, as equipes de técnicos de informática e os estatícistas no uso do sistema, análise de dados, e matéria da CID-10. Em 2013, 89,453 óbitos foram registradas no SIS-ROH (85.397 hospitalares e 4.056 óbitos extra-hospitalares)

“O projecto SIS-ROH foi tornado possível graças a uma parceria entre Moçambique e o povo americano através de financiamento PEPFAR – CDC.”

PEPFAR CDC-page-001

 

 

 

No comments yet.

Deixe uma resposta